terça-feira, 31 de janeiro de 2012

Um amor susto.

Te desejo leve, sem fingimentos, sem passado, apenas em matéria-prima. Que sejam só seus os amores, a família, as histórias, não quero saber. Só te quero um pouquinho, devagarinho, até depois, até um não sei quando com sabor de momento bem vivido, desses pequenos instantes que se eternizam na memória e no coração. E carregaremos, cada um, um romance que daqueles que deixam o gosto, carregaremos um presente que ficou para ser embalado no futuro, a minha e a sua história, a minha e a sua saudade. De tudo o que é seu, eu fico com o melhor e mais simples, penso no seu sorriso e guardo.
|Janaína Ferraz|

4 comentários:

  1. Quero um pouquinho só... Um pouquinho pra sempre!
    =P

    ResponderExcluir
  2. Estou guardando um sorriso em particular. que lindo! um beijo

    ResponderExcluir

Venha quando quiser, ligue, chame, escreva.
Tem espaço na casa e no coração, só não se perca de mim. (Caio F.)